Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Noticia: Pastor gay diz que não existe base bíblica para condenar a homossexualidade

Marcio Roberto Ramos | 7.5.15 | 0 comentários

Blog mroberto. Sob o argumento de que os textos bíblicos são apenas registros históricos, um pastor gay quer abrir uma igreja defendendo a tese de que não existe “base bíblica para condenar a homossexualidade”.

A igreja inclusiva Fonte de Água Viva será liderada por Gregory Rodrigues, 23 anos, primeiro homossexual a se casar na Justiça em Belo Horizonte (MG) – e também o primeiro a se divorciar.
“A teologia tem se modificado. As pessoas têm aberto mais o pensamento e visto que aquilo é um conceito histórico. Toda essa pregação [que diz que] Deus não aceita a homossexualidade… Onde está escrito que Deus não aceita a homossexualidade?”, questiona o pastor gay.
Segundo Gregory Rodrigues, “pastores [de igrejas tradicionais] se acham muito donos da verdade em poder falar ‘os gays não são salvos’, ‘os heteros são salvos’”.
Para ele, humanamente não há como definir quem será salvo ou não: “Se nós somos salvos por misericórdia de Deus, não é o pastor que vai me falar se eu estou ou não em pecado”.
O pastor gay diz que o objetivo da nova denominação é que os homossexuais sejam recebidos como os heterossexuais, e vice-versa, sem discriminação: “Ainda nos dias de hoje há uma rejeição [à homossexualidade]. A igreja inclusiva surgiu para tentar trazer essa familiarização do Evangelho, para abrir os olhos para a questão homoafetiva. A igreja tem esse papel, não de ser uma igreja exclusiva para gays, mas de ser para todos e todas”, defende.
Filho de pai militar e evangélico, Rodrigues não revelou sua homossexualidade por opção. Foi descoberto, aos 15 anos, namorando escondido o filho do pastor da igreja que frequentava com a família.
A descoberta resultou em brigas, e o relacionamento com o pai nunca mais foi o mesmo. Por outro lado, Rodrigues passou a buscar conhecer melhor as propostas das igrejas inclusivas, foi estudar teologia em um seminário batista e agora decidiu abrir sua própria denominação.
Rodrigues defende o casamento e a monogamia, é contra o aborto e prega que o sexo antes do casamento não é pecado. Incentiva o uso de preservativos como parte de uma política de saúde pública e afirma que a fidelidade entre os casais, tanto heterossexuais como homoafetivos, é um princípio que deve ser preservado.

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger