Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Mundo: Igreja faz campanha para que os fiéis parem de fofocar

Marcio Roberto Ramos | 21.8.12 | 0 comentários

A United Church of Canada [Igreja Unida do Canadá] é a maior denominação evangélica do Canadá, com cerca de 650.000 membros.
Ela foi fundada em 1925, em um movimento de “fusão” de quatro denominações: a Igreja Metodista do Canadá, a União Congregacional de Ontário e Quebec, além de dois terços das congregações da Igreja Presbiteriana do Canadá e da Associação de Igrejas Locais.
Durante o seu 41º Conselho Geral, realizado em meados de agosto, em Ottawa, um dos assuntos discutidos para melhorar a igreja foi bastante polêmico. Poucos dias atrás, no final do Congresso, ficou decidido que a Igreja se empenhará em mostrar que espalhar fofocas é algo contrário aos ensinamentos cristãos.
O assunto foi debatido e aprovado pelos 350 delegados e 200 observadores, além de convidados, representando suas diferentes congregações espalhadas pelo país. O objetivo é defender que os cristãos devem promover apenas o amor, a verdade e a honestidade.
Com isso, os outros assuntos em debate, como pobreza infantil, as mudanças climáticas no mudo, a falta de moradia e disparidade econômica no Canadá, além das dificuldades de igrejas rurais, acabaram ficando em segundo plano.
Os problemas causados pela fofoca podem ser vistos na Igreja e também no âmbito social. Para a Igreja Unida do Canadá, essa prática pode ser comparada com o vício do jogo e “outros males da sociedade”.
“A fofoca pode levar as pessoas a perderem os seus empregos e reputação”, foi o ponto de partida para a discussão do tema. Além disso, a fofoca pode: “destruir amizades e dividir famílias, e pode ser usado como uma arma contra um adversário malicioso”, e com isso “pode fazer com que as pessoas deixem de ir à igreja”.
O porta-voz da Igreja Unida, o Rev. Bruce Gregersen, disse que espalhar fofocas é contrário aos ensinamentos e que facilmente podem se tornar “perjúrio” ou “falso testemunho”, contrariando um dos mandamentos básicos da  cultura judaico-cristã. Gregersen reconhece que “é difícil saber o que uma congregação pode fazer sobre essa questão”.
Porém, lembra que “Um número crescente de pessoas busca a espiritualidade, eles acreditam em Deus e na oração, mas cada vez menos pessoas acreditam na necessidade de estar mostrando sua fé em uma instituição religiosa ou igreja”. Um dos motivos para essa decepção com as igrejas formais é justamente a fofoca que ouvem.

Traduzido e adaptado de Protestante Digital

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger