Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Noticia: Apóstolo Valdemiro Santiago diz que não há como saber se evangélicos ou católicos serão salvos: É pessoal. Deus não ama mais o evangélico do que o católico

Marcio Roberto Ramos | 16.4.14 | 0 comentários

Blog mroberto. O apóstolo Valdemiro Santiago gravou participação no programa da apresentadora Luciana Gimenez, da RedeTV!, e nos bastidores da atração, concedeu entrevista à repórter Stella Freitas. O líder da Igreja Mundial comentou diversos assuntos, como o crescimento dos evangélicos no Brasil e a Copa do Mundo.

Stella questionou Santiago sobre a expressão “Graças a Deus” e questionou em quais momentos ela deve ser usada. O apóstolo, usando um tom quase professoral, respondeu: “Em todos os momentos. Por incrível que pareça. Aliás, é um ensinamento bíblico que diz que nós devemos ‘dar graças’ em tudo. E se às vezes você está passando por momentos difíceis e você dá graças a Deus, Ele fica tão contente com você! Pai e mãe nenhum se agrada quando os filhos ficam murmurando, reclamando… Eu me lembro que minha mãe me corrigia e dizia: ‘Não chora, não. Não fica emburrado, não!’. Aí eu lembro, e digo: ‘Quando Deus me corrige, ou repreende, Ele quer que eu dê graças a Ele’”, explicou.
Sobre a expressão “Deus me livre”, Santiago disse que a usa “Toda hora” e falou que o hábito tem ligação com suas raízes: “Deus me livre, cruz credo.. É mais uma brincadeira… Às vezes a pessoa fala alguma coisa e… ‘Deus me livre!’. Mas isso faz parte da gente, principalmente eu que sou da roça… Lá tudo é cruz credo, Deus me livre, crê em Deus Pai… É natural”.
Questionado se acredita que os evangélicos estão bem representados na televisão, Santiago demonstrou estar ciente de que é alvo de críticas: “Homens são falhos, né? A igreja, na teoria, é obra de Deus, independentemente de nome. Só que homens são falhos. Uns falham mais, outros menos, mas todos falham. Eu falho. Eu procuro representar da melhor forma possível, mas eventualmente eu vou falhar, desagradar alguém, os críticos… Aliás, nem Jesus foi unanimidade. É óbvio que, na história, algumas igrejas erraram mais”, disse, acrescentando que recebe bem as críticas: “A crítica é necessária, porque quando nós erramos… Quando alguém me critica, eu começo ver razão em alguns pontos… ‘Essa pessoa está certa, tenho que melhorar’”.
A repórter perguntou se existia rivalidade entre a Igreja Universal e a denominação que ele lidera. O apóstolo “sartou de banda”, como se diz na roça: “Da minha parte não existe rivalidade. Só posso dizer o seguinte: a rivalidade se acentua quando alguém começa atravessar o caminho do outro, eventualmente tirar oportunidade do outro… Eu nunca fiz isso. Então, ninguém consegue dizer ‘o apóstolo é rival dessa ou daquela igreja’”.
Instigado a dar sua opinião sobre o bispo Edir Macedo, Santiago foi precavido: “Fica difícil… Tem uma palavra na Bíblia que diz assim: ‘Não julguei para que não sejais julgados’. É uma coisa muito subjetiva essa questão, porque se eu não gosto de determinados hábitos ou atitudes de uma pessoa [...] pode ser que ela também não goste das minhas, e que outras pessoas já se agradem daquilo. O que eu posso dizer sobre o Edir Macedo é que Deus o abençoe. Ele certamente já fez muitas coisas boas pelas pessoas. Que ele possa fazer muito mais, e que Deus possa abençoar e prosperá-lo no trabalho dele”.
Santiago também comentou a previsão de que nos próximos anos, o número de evangélicos na população brasileira será superior ao de católicos: “Eu acho que é possível. Na verdade, não prego religião. Se você coloca um católico e um evangélico e me pede a opinião sobre qual dos dois está salvo, eu não posso responder. É pessoal, né? O que eu posso dizer é que Deus não ama mais o evangélico do que o católico, nem o católico do que o evangélico. Eu não fico na torcida pra que tenhamos mais evangélicos do que católicos. A minha torcida é para que tenhamos mais pessoas próximas de Deus e que aprendam a amar a Deus e ao próximo. E eu sou apaixonado por gente, independentemente de religião”
Falando de futebol, Valdemiro revelou que vai torcer pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo: “Claro! Eu sou são-paulino, e eu torço pro Brasil, é óbvio, [e vou] torcer contra a Argentina, a Alemanha e a Espanha, porque são os três que mais ameaçam o título do Brasil. Eu conheço, dá pra escalar cada seleção também”, disse, aos risos.
O apóstolo aproveitou para criticar a preparação do país para receber o maior evento de futebol do mundo, e disse que as estruturas não são suficientes: “Acho que não [está preparado]. O futebol é importante, só que nós temos outras prioridades, digamos assim. Então, eu acho que [o país] não está bem estruturado”, lamentou.  Com informação do Gospel+

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger