Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

A Catedral Nacional americana realizará casamentos homossexuais

Marcio Roberto Ramos | 7.2.13 | 0 comentários

Igreja estará entre as primeiras casas episcopais a implantar um novo rito de casamento para gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros; medida foi alvo de críticas entre conservadores.


A Catedral Nacional de Washington, onde os americanos se reúnem para lamentar suas tragédias e celebrar novos presidentes, começará em breve a realizar casamento homossexuais.

Funcionários da catedral disseram à agência Associated Press que a igreja estará entre as primeiras casas episcopais a implementar um novo rito de casamento para seus membros gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. A igreja anunciou sua nova política no início de janeiro.

Sendo a igreja mais proeminente dos EUA, a decisão é bastante significativa. A catedral de 106 anos de idade, tem sido um centro espiritual, hospedou cerimônias de posse presidenciais e funerais dos presidentes Ronald Reagan (1981-1989)e Gerald Ford (1974-1977). O reverendo Martin Luther King Jr., o líder dos direitos civis, deu seu último sermão lá em 1968. A catedral atrai centenas de milhares de visitantes todos os anos.

O Reverendo Gary Hall, reitor da catedral, disse que a realização de casamentos do mesmo sexo é uma oportunidade para quebrar barreiras e construir uma comunidade mais inclusiva, "que reflete a diversidade do mundo de Deus".

"Eu li a Bíblia tanto quanto muitos fundamentalistas o fizeram", Hall disse à AP. "E a minha leitura da Bíblia me leva a querer fazer isso, pois eu acredito que isso é estar sendo fiel ao tipo de comunidade que Jesus desejou que fossemos."

Realizar casamentos do mesmo sexo vai além da Igreja Episcopal, disse Hall. O movimento também é uma oportunidade para influenciar a nação.

"Como uma espécie de igreja central na capital do país, dizer que estamos realizando casamentos homossexuais, dando a bênção a casamentos do mesmo sexo, irá demonstrar que estamos dando o próximo passo em direção à igualdade de casamento no país e na cultura americana", disse Hall.

Já que o casamento homossexual é legal na catedral do Distrito de Colúmbia e em nove Estados, incluindo Maryland , o bispo episcopal de Washington decidiu em dezembro permitir uma expansão do sacramento do matrimônio cristão. De acordo com líderes da igreja, a mudança é permitida sob uma "opção local" concedida pela Convenção Geral da Igreja. Cada sacerdote na diocese pode então decidir se realizará uniões do mesmo sexo.

Provavelmente ainda irá demorar de seis meses a um ano antes que os primeiros casamentos homossexuais sejam realizados na catedral, devido à sua agenda lotada e sua exigência de aconselhamento pré-marital. Geralmente, apenas os casais afiliados à catedral são elegíveis. Os líderes da igreja não haviam recebido nenhum pedido para casamentos homossexuais antes do anúncio.

A prefeitura não está contando com quaisquer objeções dentro da congregação Catedral Nacional, mas disse que a mudança pode atrair críticas de fora. Pode ser divisória para alguns, assim como foi pregar contra a segregação racial ou pressionar pela ordenação de mulheres, disse Hall.

A conservadora Organização Nacional para o Casamento, que se opõe ao casamento homossexual, disse que a mudança da catedral foi "decepcionante, mas não surpreendente", dada a direção da Igreja Episcopal.

Aproveitando o destaque nacional da catedral, o porta-voz Thomas Peters disse que o anúncio do casamento era "uma oportunidade para que as pessoas acordassem para o que está acontecendo no mundo". "Isso nos lembra de que o casamento é realmente uma decisão de tudo ou nada", disse.

"Será que os EUA querem manter sua tradição de casamento ou desistir dela de vez?"

A Igreja Episcopal com base em Nova York é um órgão americano com 77 milhões de membros da Congregação Anglicana. A Câmara dos Bispos votou no ano passado em 111 contra 41 para autorizar um rito provisório para uniões do mesmo sexo.

Algumas congregações abandonaram a Igreja com a inclusão de homossexuais e lésbicas ao longo dos anos. O casamento do mesmo sexo realizado pela primeira vez no mês passado na Capela Cadet de West Point atraiu alguns protestos por parte dos conservadores. A Catedral Nacional chama ainda mais a atenção.

A Campanha Para os Direitos Humanos, o maior grupo de direitos dos homossexuais da nação, aplaudiu a mudança adotada pela catedral. "A igreja enviou uma mensagem simples, porém poderosa, para todos GLSTs: vocês são amados como são", disse o reverendo MacArthur Flournoy, vice-diretor do programa de religião e fé do grupo.

Fonte: Último Segundo

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger