Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Em conflito, Pastor é decapitado em frente a templo

Marcio Roberto Ramos | 16.2.13 | 0 comentários

A Missão International Christian Concern, que trabalha com a Igreja Perseguida divulgou que um pastor da Assembleia de Deus na Tanzânia foi morto segunda-feira(11) durante um conflito entre cristãos e extremistas islâmicos.  O pastor Mathayo Kachili foi decapitado por uma multidão de extremistas que invadiu a igreja.
Segundo Denis Stephano, comandante da polícia local, as tensões entre muçulmanos e cristãos na cidade de Buseresere, estavam aumentando nos últimos dias.
Testemunhas disseram que os problemas começaram quando alguns cristãos abriram  açougues na área. Os líderes muçulmanos exigiram o fechamento imediato desses açougues, mas não foram ouvidos.
Enquanto alguns cristãos entregavam carne numa Assembleia de Deus, foram atacados por uma gangue de jovens muçulmanos “armados com facões, facas e pedaços de madeira” agrediram os cristãos, disse a Christian Concern.
Quando o pastor Kachili ouviu o que ocorria, saiu da igreja para intervir. Ele foi agredido e  decapitado em frente ao templo.
Poucos minutos depois, vários cristãos que residem na área correram para o local e começou uma briga generalizada. De acordo com a imprensa local, os muçulmanos fugiram e se esconderam em uma mesquita antes que a polícia chegasse. Um dos agressores ficou gravemente ferido, foi levado para um hospital, mas acabou morrendo mais tarde. A polícia não prendeu ninguém.
Diretor da Christian Concern da África, William Stark, disse: “Os ataques violentos contra os cristãos estão crescendo na África Oriental. Semana passada, dois pastores foram atacados no Quênia por extremistas islâmicos ligados ao grupo radical Al-Shabab. O aumento de ataques em países de maioria cristã mostra que os muçulmanos não tem medo de represálias… Se ignorada, a propagação do Islã radical na África Oriental poderá fazer com que a região se torne outra Nigéria ou Mali, onde cristãos são perseguidos e mortos às centenas.”
Pastor Kachili deixa esposa e filhos que dependiam de seu salário para viver. O International Christian Concern disse que prestará apoio e pede orações pela família. 
Com informações Charisma News.

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger