Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Reflexão: Os dois Senhores, você escolhe qual seguir.

Marcio Roberto Ramos | 12.10.13 | 0 comentários

Disse o Senhor em Mt 6:14”Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de aborrecer um e amar o outro, ou se devotará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e as riquezas”.

Ora, é óbvio que o Senhor Jesus aqui está falando aos seus discípulos, uma vez que a questão aqui trata de serviço a Deus. Por outro lado, esta passagem tem levado muitos sérios um ‘pecado’ ser rico, ou possuir riquezas. A questão aqui não trata da riqueza, mas sim, da questão do senhorio e do servo. Vamos, então, analisar os dois fatores separadamente.

Em primeiro lugar, o Senhor está advertindo aquele que deseja ser servo de Deus ou discípulo ( Pastor, bispo). Ele adverte que o homem de Deus jamais poderá estar no altar como sacrifício vivo de Deus pelo povo, pensando em acumular bens ou riquezas para si mesmo, isto seria impossível, porque ou somos servos de Deus para servirmos aos outros ou somos servos de nós mesmos, cuidando dos próprios interesses. O servo de Deus é aquele que tem um só objetivo: Satisfazer àquele que o arregimentou. ( 2 Tm 2:4).

E a satisfação no nosso Senhor será sempre que estejamos dispostos a levar a boa Palavra, a Fé e o amor ao sofrido, ao necessitado. Satisfazer ao nosso Senhor é imitá-lo, quando ele, sendo Deus e Senhor, se faz servo por amor de nós. Ao andarmos em Israel, vemos as léguas que Jesus andava somente para atender aos fracos, doentes, necessitados, cegos, cochos, endemoniados e desfavorecidos. É entre estes que está o Senhor Jesus e é até eles que Jesus quer que os seus servos cheguem, levando a palavra da vida e o poder de Deus. No entanto, se o servo estiver pensando em riquezas acima de Deus, em seu bem-estar próprio, é claro que ele jamais se interessará por estes aflitos. Ele ai querer usar o seu tempo servindo-se a si mesmo, pois o seu senhor não é o Senhor Jesus, e sim o dinheiro para satisfazer o seu ego ou seu egoísmo.

Estes são os mercenários, os que produzem escândalos em todo o mundo, pois o que está oculto logo vem a ser revelado. E não cabe a nós julgarmos a estes, mais vigiarmos, sabendo que o coração do homem é desesperadamente corrupto. Nosso dever não é julgar o mal servo, pois estes, já tem quem julgue, Todavia, precisamos que Deus conhece e sonda os corações e sabe muito bem aqueles que servem a si mesmo.

É claro que isto não significa, absolutamente, que o servo de Deus precisa levar uma vida miserável ou fingindo uma falsa humildade, fazendo votos de pobreza, etc...

A própria Bíblia fala que o lavrador que trabalha deve ser o primeiro a participar dos frutos ( 2Tm 2:6). Em 2Co 8:12-14, Paulo fala que aquele que recebe, deve ajudar aquele que dá, contribuindo para que o servo de Deus possa viver com dignidade, afinal, o servo é gente e como tal precisa comer, morar e vestir, e prestar assistência a sua família. Todavia, quando o servo glorifica a Deus dando a sua vida fervorosamente pelas almas, o Senhor o suprirá em todas as suas necessidades, pois ele está nas mãos de Deus.

O problema ou dilema das riquezas, não está no dinheiro e sim no coração. Não é pecado ser rico, pelo contrário, as escrituras afirmam que a riqueza é dom de Deus ( Ec 3:13). O problema é fazer do dinheiro o seu “deus”, virando as costas ao abençoador em detrimento das bênçãos. E muito menos pode ter o coração no dinheiro e nas preocupações com coisas deste mundo, aquele que quer ser servo discípulo do Senhor.

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger