Curta nossa página e fique bem informado com os informes e estudos cristãos.

Curta-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Assine os Feeds Entre em contato

Noticia: Pastor se aproveita de deficiente visual e dá gopel de R$ 3,8 mil

Marcio Roberto Ramos | 14.8.13 | 0 comentários


O deficiente visual Hélio Gonçalves, 52 anos, caiu em um golpe de R$ 3,8 mil ao ir morar com um pastor da igreja Assembleia de Deus das Missões, em Campo Grande.

O deficiente estava enfrentando o fim de seu casamento e acreditou que podia contar com o pastor Eron Ramos de Medonça.
Frente à situação delicada com sua ex-mulher, Hélio foi convencido pelo religioso a trocar a senha de seu cartão, com a alegação de que a ex-mulher também tinha acesso.
O pastor então decorou o número e o resultado foi um rombo de R$3,9 mil em apenas dois dias.
De acordo com o delegado Wellington de Oliveira, responsável pelas investigações, o pastor usou o dinheiro em supermercados e restaurantes, onde em um deles, até levou vários outros fieis para almoçar.
O dinheiro também foi usado em lojas que vendem jóias e acessórios de luxo, bem como renomados centros de estética da cidade, postos de gasolina e panificadoras

O pastor ainda chegou a comprar um chocolate para Hélio como agrado, dizendo que comprou porque sabia que ele gostava.
Segundo a polícia, Hélio tinha o costume de checar a presença do cartão em sua carteira. O pastor, então, colocou um outro cartão no lugar.
A descoberta do crime veio através da própria ex-esposa de Hélio que checou a conta online e verificou que a diferença na quantia, que provinha da venda de um imóvel recente.
“A ex-mulher dele entrou em contato com ele, questionando o porquê dele ter gasto tanto dinheiro, quando Hélio falou que não tinha gasto nada. Depois da descoberta do crime, o pastor simplesmente falou que devolveria quando pudesse”, disse o delegado Oliveira, segundo o Campo Grande News.
O pastor será indiciado por furto mediante fraude, por ter se aproveitado da deficiência da vítima e ter propositalmente colocado outro cartão no lugar afim de não levantar suspeitas. O religioso pode pegar de dois a oito anos de reclusão.    The Christian Post com informação do blog

Category:

0 comentários

AS MAIS MAIS....DO PÚBLICO

CONFIRA TAMBÉM

Fechamento do Dólar nos últimos dias

Recommended Post Slide Out For Blogger